Páginas

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Últimos detalhes de nossa campanha




Amados irmãos,



Como prometido venho aqui informar os últimos detalhes de nossa campanha...


Abriremos o nosso jejum dia 03/07 e encerraremos dia 24/07, escolheremos um tipo de jejum e faremos tanto jejum, oração e meditação da palavra durante todo o período da campanha, deixo livre a escolhas do tipo de jejum dos irmãos (mais abaixo deixo as opções de jejuns), e durante todos os dias iremos meditar num texto bíblico (logo abaixo disponibilizo também as nossas referências bíblicas para meditação).


Bom, já o nosso horário de oração será um só: iniciaremos as nossas orações a partir das 5 da manhã todos os dias durante a campanha, juntamente com nossa leitura bíblica, porém os irmãos que não tem disponibilidade de horário às 5 da manhã para oração, meditação e até mesmo início de nosso jejum nesse horário, sejam porque trabalham e talvez estejam chegando, saindo ou trabalhando nesse horário ou por outro motivo realmente importante, por favor, não deixem de participar, façam conforme for à disponibilidade de vocês, mas, por favor, somente para os irmãos que realmente não tem condições.


Escolhi esse horário para que possamos entregar a Deus as primícias do nosso dia, ou seja, o nosso melhor, então conforme for à disponibilidade de vocês faremos dessa forma.


Quero lembrar aos irmãos que nossa oração durante esses dias também deve ser intercessora, peço que se lembrem de orar uns pelos outros mesmo não conhecendo quem são os demais participantes, somente o Senhor conhece cada um, bem como suas necessidades, basta pedirmos por todos aqueles que estão conosco nessa campanha e obviamente o Senhor saberá quem são cada um de nós.


Segue abaixo nossos textos diários para leitura e meditação, peço que leiam as passagens e após isso iniciem suas orações:


03/07 – Segunda-feira: Isaías 49:8-16

04/07 – Terça-feira: Ageu 2:1-9

05/07 – Quarta-feira: Mateus 5:3-19

06/07 – Quinta-feira: Jeremias 29:11-14

07/07 – Sexta-feira: Isaías 35:3-10

08/07 – Sábado: Tiago 1

09/07 – Domingo: II Crônicas 7:14-22

10/07 – Segunda-feira: I Coríntios 12:4-12

11/07 – Terça-feira: Gálatas 5:19-22

12/07 – Quarta-feira:  Salmos 23

13/07 – Quinta-feira: Isaías 53:5

14/07 – Sexta-Feira: Habacuque 1:5

15/07 – Sábado: Joel 2:28-29

16/07 – Domingo: Josué 1:8

17/07 – Segunda-feira: Mateus 25:40

18/07 – Terça-feira: Provérbios 31

19/07 – Quarta-feira: I Coríntios 13:4-7

20/07 – Quinta-feira: I Timóteo 5:8

21/07 – Sexta-feira: Mateus 6:26

22/07 – Sábado: I Pedro 3:3-4

23/07 – Domingo: Lucas 18-1:8

24/07 – Segunda-feira: Salmos 91


Segue abaixo os tipos de jejum, lembrando que cada um escolherá o seu, deixo apenas exemplos para que os irmãos possam escolher, mas uma vez escolhido e começado a campanha, por favor, não voltem atrás permaneçam nas suas escolhas até o fim.


Jejum parcial: neste você irá escolher uma refeição e jejuar sobre ela, por exemplo, se escolher jejuar o café da manhã, só poderá alimentar após o horário do almoço, isto é, pode almoçar, lanchar e jantar, mas cuidado para mão comer em excesso tentando recuperar o que não comeu no café da manhã, sejamos honestos com o Senhor.


Jejum integral: com este, você escolhe apenas uma refeição para se fazer durante o dia e o resto se alimenta com líquidos, exemplo: caso queria tomar o café da manhã, você faz sua refeição de manhã normalmente, e após isso não come mais nenhum alimento, apenas ingeri líquidos, podendo ser café, chá, leite, suco (desde que não seja alimentos batidos ficando mais uma pasta do que líquido), ou qualquer que seja o líquido. Pensem bem antes de escolher este pois, ele é mais difícil de se fazer e por isso a chance de abandona-lo é maior.


Jejum seletivo: já neste, você pode escolher um alimento ou mais que gosta muito e tem o hábito de comer todos os dias, e então jejua sobre ele, por exemplo: carne, doce, café, refrigerante, enfim, qualquer coisa, mas como eu disse se esse alimento for consumido todo o dia e que goste muito, caso contrário não será sacrifício.


Irmãos tenham certeza que levantes e tentações virão para tentar nos parar e vem justamente por estarmos no caminho certo, mas resistam até o fim, sejam fiéis no propósito com Deus.


E no mais que seja um período de busca, consagração, adoração e intimidade com o nosso Deus, que os Seus ouvidos estejam atentos em nosso clamor, Suas mãos prontas a rasgar o céu e nos abençoar, e que bênçãos e mais bênçãos sejam derramadas em favor das nossas vidas. Em nome de Jesus, amém!



Ainda assim, agora mesmo diz o Senhor: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto.
Joel 2:12


quarta-feira, 28 de junho de 2017

Crente resiliente!




Amados irmãos,


Mais uma vez trago um lindo texto de nossa querida irmã em Cristo Maria Angélica, tenho certeza que trará uma resposta do coração de Deus, e edificação para a fé dos irmãos...


“Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena.” (Proverbios 24. 10)


Esse texto de Provérbios me faz pensar que o crente deve buscar ser resiliente. Nunca ouviu essa expressão? Eu explico! Resiliência é uma palavra que é muito usada na física e significa a capacidade que alguns materiais têm de sofrer fortes tensões e pressões e retornar ao seu estado original. Um exemplo é o elástico ou a mola, que podem ser submetidos a fortes tensões que, mesmo assim, voltam ao seu estado original.


A sabedoria dos Provérbios nos ensina que é na hora da pressão, da tensão, que conhecemos a força das pessoas. “Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena.” (Pv 24. 10). É nessas horas que somos esticados como um elástico ou pressionados como uma mola. Se somos fracos rompemos e ficamos deformados. Se somos resilientes, sofremos a tensão e retornamos ao estado original.


Muitas pessoas têm abandonado a Deus ou abandonado outras coisas em suas vidas só porque estão sofrendo algum tipo de tensão ou pressão. Desistem e, por isso, ficam deformadas pelo resto de suas vidas, carregando dentro de si sentimentos de fracasso e de vazio.


Deus nos chamou para sermos resilientes. Servos de Deus mostraram fortemente essa capacidade de permanecerem inabaláveis mesmo diante de muitas tensões. Cito como exemplo o apóstolo Paulo que foi duramente perseguido e maltratado, mas no final de sua vida declarou: “Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé.” (2Tm 4. 7). Ele foi “esticado” e “pressionado” pela vida e pela circunstâncias, mas nunca perdeu sua fé, sempre retornou ao seu estado original, pois tinha a característica da resiliência. Era um crente elástico, um crente mola.


Seja também um crente elástico ou um crente mola! Busque a característica da resiliência para a sua vida, pois pressões e tensões virão sobre todos nós em nosso dia a dia!


“Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares.” (Josue 1. 9)

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Convite: próxima campanha de jejum e oração



Amados irmãos,



Primeiramente queria informar a vocês que misteriosamente meu caderno em que tenho anotado o nome de vocês para oração desapareceu, eu tenho um outro caderno também de oração, mas ele é um pouco mais antigo, então não deve ter todos os nomes de pessoas que chegaram depois.


Eu peço aos irmãos que desejam que eu esteja intercedendo pelas suas vidas que me informem os seus nomes novamente para que eu possa orar, aos novos irmãos que estão conhecendo o blog agora também peço que me informem os seus nomes, basta apenas o nome e o primeiro sobrenome, tem muita gente de nome iguais, por isso peço que informem o sobrenome para que eu possa me organizar.


Podem tanto me informar por e-mail (aoseuladosenhorjesus@gmail.com), como pelo mural de recados ao lado, ou por meio de comentários. Não precisam me dizer seus pedidos, preciso apenas dos nomes.


Aproveito o momento para também convidá-los para a nossa próxima campanha de jejum e oração, começaremos dia 03/07 e terminaremos 24/07, serão três semanas de adoração e consagração ao nosso Deus, peço aos irmãos que tem interesse em participar que não deixem para a última hora de me informar seus nomes, e que me informem até a próxima sexta (dia 30/06) a sua participação, e no mesmo dia estarei levando os nomes anotados para a igreja para consagrar os participantes.


E ainda neste dia (30/06) estarei trazendo a postagem para publicar os últimos detalhes de nossa campanha.


Vamos para a nossa mensagem do dia...






As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim;
Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade.
Lamentações 3:22,23



Irmãos,


Quantas vezes nos sentimos como em buraco sem fundo, onde não há ninguém que se importe com o nosso grito de socorro?


Quantas vezes nos sentimos tão solitários no meio do vale e não há ninguém que estenda a mão por nós? E até mesmo por Deus nos sentimos abandonados?


Mas, hoje o Senhor veio ao teu encontro pra te dizer “Eu me compadeço de ti, eu vejo quando você chora, eu ouço o som do teu grito de dor”.


“Eu tenho visto tudo o que você tem suportado, e Eu me importo com a sua dor”.


A bíblia diz que a misericórdia do Senhor a cada manhã se renova, a graça dEle sobre nós é muito superior a todas as adversidades, porque Ele mesmo pagou o preço que devíamos de nossos pecados, e hoje podemos ter acesso a Sua presença, e só por isso que temos suportado até aqui, porque Maior é Aquele que nos sustenta!


Deus tem remédio para as suas feridas, Ele tem alívio para a sua carga, Ele tem solução para TODOS os teus impossíveis.


Descansa em Deus, porque Ele tem misericórdia de ti e não escondeu à face diante de tua aflição, Ele sabe que a tempestade está te afligindo, mas Ele tem olhado pra suas feridas cheio de compaixão.


Ele não tem estado ausente e nem indiferente, apenas tem permitido tudo isso te acontecer para que a glória dEle se manifeste em sua vida e o Nome dEle seja glorificado.


A dor que arde agora não se compara com a imensa alegria que te espera.
Deus tem tido muita compaixão de ti, espera nEle porque na hora certa, Ele vai se levantar em teu favor e vai curar toda essa dor.


Fique com Deus!


A sua misericórdia estende-se aos que o temem, de geração em geração. Lucas 1:50



sexta-feira, 23 de junho de 2017

Tem propósito de Deus!




Farei com que os seus inimigos fiquem apavorados. E, quando vocês forem avançando, eu expulsarei os heveus, os cananeus e os heteus. Não os expulsarei num ano só; se eu fizesse isso, a terra ficaria deserta, e os animais selvagens se tornariam numerosos demais, prejudicando vocês. Pelo contrário, eu expulsarei esses povos pouco a pouco, até que vocês se tornem mais numerosos e tomem posse da terra.
Êxodo 23:28-30




Amados irmãos,



O Senhor não tem obrigação alguma de nos dar nenhuma satisfação daquilo que Ele faz, ou o que deixa de fazer.


O mesmo pode dizer de Suas bênçãos, mas Ele pode fazer (e faz) ambas as coisas por pura misericórdia.


Jesus nos fala que muitas das coisas que Ele faz nós não entendemos agora, mas um dia saberemos os motivos pelos quais Ele permite os maus ventos soprarem em nossas vidas (João 13:7).


Mas, como falei de início, a misericórdia do Senhor supera o nosso desmerecimento, mesmo não precisando nos dar nenhum aviso prévio, muitas vezes Ele faz, como é grande e maravilhoso o nosso Deus!


Nesse versículo de êxodo, foi isso o que fez o Senhor, Ele estava revelando a estratégia de tomar de volta a terra de Canaã para o Seu povo.


A terra não seria dada de uma hora para a outra, seria necessário um passo de cada vez para conquistar todo o território cananeu.


Confesso que eu já cair muitas vezes no engano, que quando as coisas “demoravam” para acontecer e a quantidade de lutas que vinham em meu caminho, eu imaginava que estava na direção errada, que o que eu estava fazendo não era a vontade de Deus, por isso não estava dando certo.


É certo, que como disse Jesus nenhum pássaro cairá na terra se Ele não permitir que isso aconteça (Mateus 10:29).


Nem sempre Deus nos dá vitórias prontas, nem sempre de uma vez só entramos na terra prometida com os dois pés inclusos nela, às vezes vencemos um “gigante” aqui e avançamos mais um pouco, tão logo chega um “heveu” e vencemos novamente, mais a frente vem mais um grupo de “cananeus” e assim por diante.


No caso de Israel, Deus já havia os advertidos que isso aconteceria com o intuito de não despovoar a terra de vez, e deixar o caminho livre para os animais selvagens ferir o Seu povo.


Antes o Seu plano era tornar o povo numeroso o suficiente para não que não fossem devorados pelos predadores.


O mesmo acontece conosco, não entendemos agora o motivo de tantas batalhas, mas elas tem uma razão pelas quais existem.


Deus tem propósitos em cima das lutas que você tem passado; talvez você pense que Deus se esqueceu de você ou deixou de lhe amar, que Ele tenha pulado fora do barco e você está sozinho nessa tempestade e que o naufrágio será inevitável, mas nada disso é verdade, Deus tem assistindo às noites de angústias, as lágrimas, as batalhas que você vem travando.


Imagino que se perguntassem aos israelitas o que eles preferiam, se era entrar na terra prometida de uma vez, sem derramamento de sangue, sem lutas, poderem construir suas casas, repartirem sua herança, produzirem em suas terras, ou ir avançando aos poucos, lutando contra os inimigos e travando tantas e tantas batalhas, vendo os anos se passarem no meio do deserto e conquistando Canaã pouco a pouco, imagino que eles iriam preferir a primeira opção.


Tem um motivo que só Deus conhece no teu choro, na tua luta, tem plano de Deus nascendo no meio dessa guerra, tem um motivo especial que Deus tem permitido o diabo se levantar, mas Deus manda te dizer nessa hora “ele levantou, mas vai cair; ele veio por um caminho, mas por sete ele fugirá”.


Para você, a cada queda um novo levantar, a cada choro brota um novo sorriso, e cada vez que uma batalha é vencida, surgem novas experiências com o nosso Criador, e uma oportunidade de compartilharmos do aprendizado de Jó “antes Te conhecia só de ouvir falar, mas agora os meus olhos Te vêem” (Jó 45:5), à medida que as guerras vêm surgindo exercitamos a nossa fé, nossa comunhão e comprovamos a fidelidade do Senhor em nos socorrer, e conhecemos o quão cheio de misericórdia e maravilhas o Senhor é.


Não é porque existem muitas lutas que os sonhos foram enterrados, as lutas têm um significado que você desconhece agora, mas um dia você poderá ver que os caminhos do Senhor são perfeitos, a Palavra dEle é provada, que Ele é o escudo para os que nEle confia (Salmos 18:30).


E que por mais que seja difícil, tenso e complexo o momento que estamos vivendo, e por mais que esteja cercado de inimigos mais poderosos do que você, uma solução virá do trono de Deus, a voz dEle bradará do céu ordenando que o mar se abra, que os ventos cessem e que os inimigos batem em retirada desocupando o lugar que o Senhor tem dado a você por herança.


Ele tem permitido as lutas porque o Seu plano é que você conquiste coisas maiores e melhores, abra os olhos espirituais, o Senhor tem zelado por ti, apenas confia no Senhor, entrega o teu caminho a Ele, e o mais Ele fará (Salmos 37:5)!


Só quem é saldado vai à guerra, se Deus tem te colocado no meio da batalha é porque Ele vê em você um vencedor. Com o Senhor a frente da peleja, vá após Ele avançando território, e tome posse do que é seu... “eis que começo a dar-te (...), começa, pois a possuir”. Deuteronômio 2:31.



Foi o Senhor que fez isto e é maravilhoso aos nossos olhos... (Salmos 118:23).

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Tudo é possível aos que creem!



Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.
Mateus 6:34



Amados irmãos,


Jesus nos chama atenção em não andarmos ansiosos por coisa alguma. Ele aponta que nem mesmo pelas necessidades mais básicas da vida não devemos está receosos pelo presente e nem o que há de vim.


O pior ainda é quando a nossa preocupação está direcionada em tempos futuros, dias que não conhecemos e já estamos empregando o nosso tempo crendo que amanhã não será nada bom.


“E se for assim? E se aquilo não acontecer? e se; e se; e se...”


Esses tipos de pensamentos denunciam uma falta de fé, de confiar que Deus tem o controle sobre o amanhã e todas as demais coisas, e que tudo o que Ele faz é sempre para o nosso melhor.


O Senhor já nos disse que cuidaria de nós, que o nosso dever é confiar, obedecer e orarmos a Ele, e tudo mais deixarmos em Suas mãos.


Precisamos ter confiança naquilo que realmente importa, e que faz toda a diferença, que é a nossa fé nAquele que é o Alfa e Ômega, que tudo pode e tudo é!


Como disse o próprio Jesus, que poderemos acrescentar na vida por mais que estejamos ansiosos? (Lucas 4:25). Que soluções acharemos em vez de deitarmos nossa cabeça no travesseiro e dormimos tranquilamente ficarmos preocupados pensando em como derrotar o gigante que ainda está de pé?


Muitas pessoas têm ficado doentes com o excesso de ansiedade, a ansiedade não trás solução alguma, pelo contrário, ela acarretará mais problemas e as coisas continuarão do mesmo jeito, precisamos manter a visão naquilo que realmente funciona, que é a nossa fé em ação.


Em nossas batalhas precisamos declarar a palavra do Senhor, que como mencionei diversas vezes é viva e eficaz (Hebreus 4:12), o próprio Jesus derrotou o diabo mencionando as sagradas escrituras. (Ver Mateus 4).


Conseguiremos vitória pela oração, pela busca constante, resistência ao pecado e um coração totalmente entregue a Deus.


Precisamos aprender a descansar nEle de tal forma que ainda que as montanhas não sejam lançadas no alto mar, saberemos Ele ainda tem estado conosco conforme nos prometeu, não precisamos dos nossos olhos carnais (Nesse ponto de vista), contemplado o aqui e o agora sobre o milagre, mas apenas saber que Ele está trabalhando, rasgando o céu e enviando vitória, e tão logo poderemos ver, vivenciar e saborear aquilo que está reservado para nós, porque o Deus a quem servimos é fiel para cumprir a Sua palavra, e também é poderoso para nos surpreender com o extraordinário quando chegar a hora de fazer de você um vencedor.


Não precisamos enxergar as saídas, elas já existem para os que crêem.


Porque estaremos ansiosos? Lembre-se que se deitamos, dormimos e levamos foi porque o Senhor nos sustentou.  (Salmos 3:5).


Até aqui nos ajudou o Senhor, Ele tem cuidado de nós, e nós como simples mortais jamais poderemos compensar ao Senhor todas as maravilhas que Ele tem feito por nós, o que nos resta fazer é dar a Ele a nossa gratidão, e também retornar uma total confiança no qual Ele tem todo o merecimento, de que Ele está no controle de tudo, que está abrindo portas e nos abençoando.


Vamos enfrentar as lutas de hoje sem desespero e faremos o que estiver em nosso alcance e tudo mais deixaremos em Suas mãos, na certeza de que não seremos esquecidos, e que embora nós gritemos por urgência, o Senhor é conhecedor de todas as nossas necessidades, e somente Ele sabe o dia e à hora de responder a cada oração.


E deixar as lutas de amanhã para o amanhã, basta a cada dia o seu mau, enfrentaremos cada luta de acordo com elas chegam até nós e não imaginando as batalhas do amanhã. E quando elas chegarem continuar firmes na esperança de que Ele nos livrará e guardará a nossa vida segundo a multidão da Sua misericórdia.


Não importa o que virá amanhã e não se deixe vencer pelas batalhas do dia, o que importa é onde a sua vida está firmada, se está em Cristo Jesus então acalma o coração que Ele tem o melhor para te entregar.


Ainda que a fé seja do tamanho de uma semente de mostarda ela é tão poderosa ao ponto de transportar montes e fazer coisas antes imagináveis, porque não há limites para aqueles que crêem.


Que seja feito conforme a tua fé!



E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê.





segunda-feira, 19 de junho de 2017

As bençãos de Deus




Amados irmãos,

Mais uma vez compartilho com vocês uma mensagem da nossa irmã em Cristo Maria Angélica, tenho certeza que o Espírito do Senhor falará com os irmãos através dessa mensagem...




"O Deus da nossa fé, proclamado por Jesus Cristo, é o Deus da aliança e da promessa. Ele garantiu encher de bênçãos todos aqueles que O amam”. “Bendito o homem que confia no Senhor”, diz o profeta. “Vinde, benditos do meu Pai”, disse-nos depois Jesus.

Mas como podemos entender esta promessa de bênção que se repete com tanta frequência na Bíblia?


Muitas vezes, confundimos a bênção de Deus com o simples sucesso ou a falta de dificuldades. O maior questionamento que fazemos é por que temos problemas, se amamos o Senhor, se lutamos por viver em seus caminhos e oramos insistentemente dia e noite?


Existe um movimento religioso que nos fez acreditar que nada de ruim pode acontecer na vida de quem ama Deus e cumpre a 
Sua vontade. Abusa-se da Palavra de Deus e se utilizam frases como “O sangue de Cristo tem poder” para pensar que, de maneira mágica, tal frase protegerá a pessoa contra tudo aquilo que costuma acontecer ao ser humano.


Mal utilizada, a Sagrada Escritura pode ser profundamente manipuladora e fazer-nos acreditar em coisas que ela supostamente quer nos dizer, como buscar proteção com o livro sagrado aberto no Salmo 91 na sala de casa.


Bênção e êxito não estão emparentados. Se tivéssemos de identificar os dois termos, então deveríamos concluir que Jesus não foi abençoado por Deus, já que sua obra foi um aparente fracasso aos olhos do mundo. 

Os que amam Deus também ficam doentes, têm dificuldades e morrem, mas não podemos afirmar que, por isso, não são abençoados pelo Senhor.


A bênção é entendida mais como o acompanhamento que Deus oferece, para que, em meio às tempestades, o barco da nossa vida chegue a porto seguro. É a certeza de que, ainda que o caminho possa ser tortuoso e cheio de obstáculos, ainda assim, aquele que ama a Deus e cumpre seus mandamentos, quando empreender algo, terá um bom final (Salmo 1).


Deus não promete que o processo estará livre de dificuldades e dor, mas que o resultado final fará que Sua glória se manifeste e sirva para o benefício da pessoa.


Não podemos pensar que o amor a Deus é um amuleto que nos protege contra tudo. O próprio espírito do mal quis enganar Jesus com a Sagrada Escritura quando citou o Salmo 91, segundo o qual Deus "ordenou aos seus anjos que guardem seus caminhos", e convidando-o a jogar-se do alto do templo. Deus abençoa os que o amam, guarda seus passos, mas não evita que haja dificuldades na vida.


Bênção de Deus não é ganhar na loteria, nem estar livre das batalhas. Bênção de Deus é saber com certeza que, haja o que houver, Ele sempre estará conosco para fortalecer-nos, não nos abandonará, não deixará que nossa vida naufrague na tempestade.


Bênção de Deus é descobrir que Cristo viaja conosco na mesma embarcação e, ainda que possa parecer que dorme, Ele vela pelo nosso bem-estar e nos motiva para que não caiamos na tentação de jogar-nos na água cada vez que sentimos que nossa existência se agita.


Bênção é a segurança de que Deus não sairá correndo, deixando-nos sozinhos quando nos encontramos em perigo. Talvez a bênção não desvie uma bala de nós, mas será capaz de fazer-nos compreender que, em meio à dor, aquele que atirou merece nosso amor e nosso perdão. A bênção talvez não prolongue a vida, mas nos ensinará a vivê-la melhor.


Enfim, a bênção de Deus não é uma magia que evita as coisas, mas amor que nos capacita para sermos melhores filhos do Senhor" Amém!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...